Olá, queridos amigos!

Vocês sabiam que no dia 5 de agosto comemoramos o Dia Nacional da Saúde? Isso significa que hoje é um dia especial para todos aqueles que atuam no setor de saúde. Por isso, aproveite o momento para parabenizar aquele amigo ou amiga da área da saúde.

Reconhecer e apoiar esses profissionais é essencial, ainda mais em um período tão conturbado como é o que estamos vivendo agora, com a pandemia causada pela Covid-19. Mas, na verdade, essa data tem como objetivo uma ação ainda maior: a conscientização sobre a importância de cuidar do próprio corpo, tanto do aspecto físico quanto mental.

Ir ao médico regularmente, consumir alimentos nutritivos e praticar exercícios físicos é essencial para se ter qualidade de vida e evitar doenças. Fora a vacinação como método de controle de doenças e elemento principal dessa campanha. Mas você sabe o porque dela ser tão importante? Ou como isso se relaciona com a escolha da data? Continue a leitura e descubra!

Por que comemoramos o Dia Nacional da Saúde?

Celebrar o Dia Nacional da Saúde foi uma decisão Ministério da Saúde de alertar a população para a imunização contra doenças como poliomielite, sarampo, rubéola, meningite, rotavírus, etc.

Em 1971, um Decreto-lei, de número 5352, definiu a data para o dia 5 de agosto, em homenagem ao médico cientista Oswaldo Cruz. Nascido em 5 de agosto de 1872, Oswaldo Cruz foi um nome muito importante no combate às epidemias brasileiras.

Oswaldo Cruz: quem foi?

Natural de São Luís de Paraitinga, em São Paulo, Oswaldo teve contato com a medicina desde muito cedo, com o pai médico. Seguindo o exemplo do patriarca, entrou para a Faculdade de Medicina, no Rio, onde mostrou os primeiros sinais de interesse pela pesquisa científica.

Em 1903, Oswaldo foi nomeado diretor geral de Saúde Pública, cargo correspondente ao atual de Ministro da Saúde. Logo, o médico cientista teve posição central no enfrentamento das epidemias do século XX, através da implementação de medidas sanitárias.

Oswaldo Cruz e o combate a epidemias

Um exemplo famoso é o de controle da febre amarela, quando, ao implantar medidas sanitárias, provocou uma verdadeira revolução. Além disso, influenciou o decreto que tornava a vacinação obrigatória, gerando controvérsias e protestos conhecidos como a Revolta da Vacina.

Medidas preventivas também foram realizadas por ele em relação a surtos como a peste bubônica e a varíola. Suas ações foram tão importantes e eficazes que, em 1907, Oswaldo foi reconhecido ao anunciar a erradicação da febre amarela e ganhar a medalha de ouro no 14º Congresso Internacional de Higiene e Demografia de Berlim.

A importância da vacinação

Muitas das enfermidades tratadas por Oswaldo Cruz hoje estão sob controle, ou há casos raros em determinadas regiões isoladas. Fora outros casos de enfermidades posteriores ao cientista, em que as constantes campanhas de conscientização desempenharam papel importante para controle e erradicação, como é o caso do Sarampo.

Contudo, após uma onda de fake news sobre a vacinação ser disseminada pelas redes sociais, novos casos de sarampo começaram a surgir em 2017 e 2018. Os boatos espalhados diziam que a vacina causava reações adversas graves, como paralisia e convulsões.

Logo, 1.115 incidentes foram registrados até o final de abril de 2018, número superior ao registrado em todo o ano de 2017, com 895 contaminações. Assim, o Ministério da Saúde recomenda que a vacina seja aplicada em 95% das crianças com menos de dois anos.

Isso porque a vacinação é o método mais seguro e eficaz para combater a disseminação de vírus e epidemias infectocontagiosas. Por isso, meus amigos, é preciso buscar se informar em fontes seguras e seguir as recomendações dos nossos médicos.

Conclusão

Meus amigos, é de extrema importância manter a carteirinha de vacinação em dia, para que as diversas enfermidades permaneçam controladas e não se transformem em epidemias. Portanto, não hesitem em tomar as vacinas necessárias e indicadas pelo seu médico. Tome o cenário atual como um exemplo do que a falta de uma vacina pode fazer.

Além disso, mantenham uma boa alimentação e procurem auxílio, caso precisem de ajuda profissional. A pandemia de Covid-19 e o consequente isolamento social, trouxeram consigo, entre outros problemas, um aumento nos casos de depressão e ansiedade na população brasileira. Clique aqui e confira como identificar e o que fazer neste caso. E em uma eventual suspeita de Covid-19, confira aqui se ir ao hospital é mesmo a melhor opção.

Me siga também nas redes socias, Facebook e Instagram para não perder as próximas Dicas do Veiga.

Se cuidem, e até a próxima, meus amigos!